Buscar
  • Jornalista Gabriela Freitas

Rodízio de veículos em São Paulo tem data marcada para retomada dos horários tradicionais





O rodízio municipal de veículos volta ao horário tradicional na cidade de São Paulo a partir de segunda-feira, 2 de agosto, segundo comunicado feito pela Secretaria Municipal de Mobilidade e Transportes, com gestão de Ricardo Nunes.


Os horários tradicionais de rodízio na capital, portanto, voltam a vigorar das 7h às 10h e das 17h às 20h.


ATENÇÃO! Até sexta-feira, 30 de julho, o rodízio proíbe circulação dos veículos, conforme os últimos dígitos das placas, das 23h às 5h.


A nova determinação segue o pronunciamento feito pelo Governador de São Paulo, João Doria, ao afirmar que o toque de recolher (23h às 5h) termina sábado, 31 de julho. A proibição de horário tradicional estava suspensa desde 22 de março, após o aumento no número de casos da Covid-19.



Como funciona o rodízio de veículos


De acordo com o final de placa e dia da semana (veja a tabela abaixo), os veículos não poderão circular nas ruas e avenidas internas ao chamado mini-anel viário da cidade nos horários determinados.


Final da placa


  • 1 e 2: não podem circular na segunda-feira das 7h às 10h e das 17h às 20h.

  • 3 e 4: não podem circular na terça-feira das 7h às 10h e das 17h às 20h.

  • 5 e 6: não podem circular na quarta-feira das 7h às 10h e das 17h às 20h.

  • 7 e 8: não podem circular na quinta-feira das 7h às 10h e das 17h às 20h.

  • 9 e 0: não podem circular na sexta-feira das 7h às 10h e das 17h às 20h.


O motorista que circular em horários não permitidos será multado em R$ 130,16, uma infração de trânsito de nível médio, que pode adicionar quatro pontos à carteira do motorista.